quinta-feira, fevereiro 09, 2006

Direitos de trabalho

O novo supermercado Mini-Preço continua com as complexas ligações aos esgotos públicos das quais a Câmara lavou as mãos como Pilatos. O que é certo é que a incompetência de alguém deu um jeitaço aos senhores do Intermarché que venderam na época natalícia sem a anunciada concorrência vizinha. Agora que se aproxima a data de abertura do novo espaço há que dar tudo por tudo para não perder a posição comercial adquirida. Nada disto seria condenável se não fossem as empregadas a pagar esse esforço, trabalhando mais horas por dia e sem um único cêntimo a mais na folha de vencimento. Ai de quem ouse queixar-se porque todos os contratos são temporários. Perante coisas como estas, Marx deve dar voltas na sepultura !!!

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

curioso.... ainda há poucos dias ia por gasolina e não estava lá nenhuma empregada, pelo que optei por ir a outro lado.

Mas de facto estranhei...

10:35 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Não estou a defender ninguém, apenas a dar a minha opinião.
Eu sei que as moças que lá estão à mais de um ano já passaram a efectivas ( é claro que podem ser despedidas a mesma), e também sei que não ganham assim tão mal como você está a referir. Pois recebem o ordenado mensal que é acima do ordenado minimo + fim de semanas .
As horas essas pagam-nas com dias de folga.
Eu não sou familiar de nenhum dirigente do intermache , nem sequer os conheço , mas sei que isto é assim.
Alargaram o horário e para isso já contrataram mais empregadas estas é claro é que estão na corda bamba.

8:34 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home