terça-feira, novembro 29, 2005

A cigarra

O corte orçamental previsto para este ano no que respeita às verbas autárquicas levantou já um coro de protestos por parte de determinadas autarquias - Vila Viçosa inclusivé - que se acham discriminadas pelo governo socialista prevendo a suspensão de obras projectadas por força da limitação de verbas. Com esta reacção, subsistirá sempre a dúvida se, de facto, há vontade política para fazer o que quer que seja no concelho com o argumento de que a culpa é da crise numa clara atitude de resguardo da principal responsabilidade. O concelho de Alandroal, de longe o menos desenvolvido desta área, conseguiu construir em quatro anos, o Centro de Saúde, o novo posto da GNR, o Parque de Feiras e Exposições, o Fórum Cultural e Transfronteiriço, reconstruir a zona do Arrequiz e iniciar a construção da Biblioteca Municipal entre outras obras de igual relevo. Isto para não falarmos da área cultural onde foram realizados diversos eventos de projecção nacional. Tudo isto foi conseguido em pleno reinado laranja o que afasta, desde já, a tese da conspiração contra autarquias de cor política diferente. Que faziam as restantes autarquias da zona dos mármores?Tocavam cítara em cima das laranjeiras qual cigarra despreocupada para agora virem afirmar que a culpa é do mordomo...já estamos habituados!

sábado, novembro 26, 2005

A importância dos blogs

A proliferação de blogs na Internet é um sinal evidente de que o cidadão comum aspira a algo mais do que ser chamado periodicamente a depositar um papel dobrado em 4 partes numa urna de forma redutora e impessoal. É também a demonstração da vontade expressa de comunicar, de expressar ideias por parte de gentes que de outra forma se veriam a falar para paredes perante a discordância com factos e o afastamento involuntário da participação activa na sociedade. O mundo conhece, com os blogs, uma maior diversidade interpretativa e, consequentemente, uma maior mobilização humana em redor das pequenas e das grandes causas.
O recurso aos blogs por parte de cidadãos que nem sequer são obrigados a ter grandes conhecimentos de programação e informática aumenta exponencialmente o leque de interesses e interessados por este veículo comunicativo, mas há muitos que temem esta liberalização de ideias circulantes e que gostariam que a capacidade de opinar e informar voltasse a estar cingida aos barões da política e do quarto poder.
O Partido Socialista de Vila Viçosa é um dos exemplos dos que, inteligentemente, quiseram explorar a potencialidade oferecida pelos blogs em vez de os repudiar mas, infelizmente ou felizmente para todos nós, mostraram-nos toda a soberba e espírito caceteiro que envolve a política e os políticos com ataques ignóbeis a terceiros. A vontade de mudar Vila Viçosa expressa claramente nesse blog esgotou-se após o período eleitoral e agora nada importa porque, se tudo correr como se espera, essa vontade desinteressada há-de ressurgir daqui a 4 anos. Nessa altura o blog do PS-Vila Viçosa voltará a ganhar vida !!!
Corem de vergonha !

quinta-feira, novembro 24, 2005

Política para jovens

Sem querer influenciar a votação decorrente, a política para jovens neste concelho tem caminhado num verdadeiro deserto, o mesmo é dizer que se tem afundado nas areias mais profundas do mesmo. Não vale a pena referenciar o que quer que seja a este nível porque é nula a acção direccionada a jovens, aqui incluído o fomento para o desporto bem como iniciativas de índole cultural. Não se pense, contudo, que o marasmo camarário envolto em algum proteccionismo financeiro traduzido em subsídios justifica a completa inacção associativa a este nível. É completamente absurdo que num concelho com um nível de desenvolvimento como este as alternativas se resumam ao balcão do bar mais próximo ou ao ambiente fumarento das salas de jogos. Para quando a criação de um espaço onde os jovens e menos jovens possam praticar exercício físico? Que incentivos existem para o prosseguimento de estudos dos mais carenciados? Para que serve e em que se tornou o Cine-Teatro?
É tempo de olhar para este concelho de uma forma equidistante do poder industrial e criar condições para que os nossos jovens tenham alternativas em termos sócio-culturais e desportivos.

terça-feira, novembro 22, 2005


Outrora um dos sites de referência para quem quisesse efectuar boas pesquisas e conhecer um pouco melhor o Alentejo, eis que os seus administradores o resolvem transformar num projecto elitista recusando o acesso a novos utilizadores. Um verdadeiro contrasenso divulgar uma região tendencialmente esquecida e abandonada e concomitantemente vedar o acesso a quem dele queira fazer uso. Continuemos neste propósito de criar quintas e quintais neste nosso Alentejo... louvável no mínimo !!!

domingo, novembro 20, 2005

Boys are back

As eventuais pressões sofridas pelo Presidente da República no sentido de destituir o actual Procurador-Geral da República vem confirmar que o que há muito sabíamos; que cada político assume sempre duas facetas, a do político íntegro, consciencioso e justo que normalmente é apresentada às massas e a do político subsersivo que manipula, conspira e não respeita qualquer ordem estabelecida na vida democrática. É a ânsia por um lugar mais alto no aparelho partidário que faz trucidar tudo e todos à respectiva passagem, que faz esquecer valores como a lealdade e a amizade e que torna cidadãos outrora afáveis em sujeitos rudes e por vezes mal-educados.
Esperar-se-ia que os sucessivos governos de direita em Portugal fossem percursores desta prática pela sua proclamada proximidade às ideias defendidas pelo fascismo mas, para nosso espanto, são os boys que Guterres teve a ousadia de colocar na linha que voltam a insistir nestas práticas de afastamento de pessoas competentes por outras que se apresentem com um cartão cor-de-rosa. Eu não quero nem imaginar as inúmeras situações, por esse país fora, de pessoas que são perseguidas, prejudicadas na sua vida pessoal e vilipendiadas só porque não se enquadram nos parâmetros do poder instituído ou pura e simplesmente porque ousaram colocar o seu nome na lista de um partido adverso...é vergonhoso!!!

quinta-feira, novembro 17, 2005

Ciladas II

Um outro comentário que muito agradecemos e que se enquandra nas regras de objectividade que definimos:


Em relação ao comentário feito por um leitor, venho informá-lo que em relação ao desporto, é verdade que se fez um polidesportivo e que estão a ser construidas umas bancadas.Mas a minha questão é apenas uma, será que aquela construção que se dá por nome de polidesportivo vai ao encontro das necessidades da população, ou é apenas para nos calar a boca. Pois refiro que no polidesportivo só se pode praticar futebol e no Verão, pois o Polidesportivo não é coberto, quem não sabe praticar futebol, fica a olhar. Os alunos das escolas deveriam ter educação Fisica, duas vezes por semana, mas como não tem onde praticar desporto, o professor só se desloca à escola uma vez por semana onde fazem ginastica dentro da sala de aula, sem condições. Agora pergunto será que o Polidesportivo vai ao encontro das necessidades da população, pois visto também não existirem balneários de apoio.
Em relação à construção da rotunda no largo 25 de Abril (pois existe outra), não quero de forma alguma chamar imcompetentes aos tecnicos do INE, nem aos Tecnicos da Camara, apenas refiro que se está a destruir um largo que é necessário para fazer festas, já que se fala tanto hoje em dia em preservar a tradição e os costumes dos meios rurais, que poderão até vir a ser um atractivo para o Turismo, não entendo o porquê de destruirem algo que é tão estimado por todos.
Informo também o caro leitor que em relação ao projecto do Multi-Funções, não vai de forma alguma ao encontro das necessidades da população, pois o pavilhão vai ter capacidade para 100 pessoas sentadas, com a nmesna capacidade existe o salão de festas da casa do povo, o qual a Autarquia está informada que é insuficiente.
O Grupo Recreativo dos Amigos de S.Romão tem feito varios eventos ao longo dos 8 anos da sua existencia, é de referir o Carnaval, o carnaval em Ciladas tem vindo de ano para ano a aumentar o seu numero de participantes assim como o numero de visitantes para verem o desfile e variedades. Acontece que em anos que chove a sala de festas da casa do povo, não tem capacidade para colocar 1500 pessoas.
Em relação à falta de Agua no concelho, é verdade que não existiu falta de Agua na freguesia, mas é escandaloso o que se passa em Ciladas, pois na caixa do correio recebemos um bilhete informativo, a solicitar à população para poupar àgua, e por outro lado está à vista de todos o Deposito de Armazenamento de Agua a jurrar agua pelos campos fora.
Os problemas parecem ser resolvidos em cima do joelho, pois colocaram-se condutas de Vila Viçosa Para Ciladas, mas esqueceram-se de fazer uma caixas de desconpressão, o que vai originar que o deposito esteja sempre a deitar agua fora.
O leitor também falou da Etar, pois venho informá-lo que em Ciladas os esgotos continuam a ceu aberto, e que existe um ribeiro nas trazeiras da escola primária e trazeiras da Rua António Matos Costa onde correm esgotos, gostaria que imaginá-se o cheio no verão, e o perigo de doenças para as crianças.
Um abraço a todos os leitores e voltarei para comentar as inumeras carências da freguesia.

Des(educar)

O lamentável incidente amplamente noticiado onde um aluno da Escola de Alandroal foi violentamente agredido, em conjunto com outro incidente na mesma escola em que um professor foi socado por outro aluno, vem relançar o debate ao redor da Educação em vésperas de greve da classe. Cada vez mais a nossa escola é encarada como fiel depositária dos nossos filhos; dá um enorme jeito à sociedade que os filhos permaneçam mais tempo nas escola para que o pai tenha mais tempo para deglutir os petiscos bem regados com vinho ou cerveja e para que a mãe possa manter a linha no ginásio mais próximo. Isto tem um custo elevado; os nossos filhos conhecem-nos cada vez menos e reconhecem cada vez menos a nossa autoridade enquanto pais, mas o mais grave ainda é o facto de nós ficarmos gratos ao sistema escolar por nos livrar dos diabretes das crianças e da terrível fase da adolescência. É a pura demissão da função de educar no seio familiar.
Por outro lado, o Estado e a comunicação social têm desvalorizado o papel do professor na sociedade. Com as estapafúrdias medidas desta ministra, agudizou-se a desmotivação dos docentes nas escolas a tal ponto que muitas das aulas de substituição que foram decretadas por este governo são preenchidas com jogos de cartas ou pelo dolce far niente. Não há diálogo entre professores e alunos assim como não há diálogo no seio da família e por consequência, os jovens, não são educados para os valores do respeito, da autoridade e da liberdade individual.
Embora seja a favor do direito à greve, sugeriria que a jornada de luta de amanhã fosse substituída por um dia dedicado a estas problemáticas em vez de se protestar porque agora se tem de estar disponível para aulas de substituição em vez de se estar na caça ou na pesca...

quarta-feira, novembro 16, 2005

Novo quartel dos Bombeiros

Um leitor devidamente identificado informou-nos que o projecto de construção do novo quartel dos Bombeiros junto à saída para o Alandroal arrancará brevemente. Um muito bem haja e uma palavra de agradecimento a este leitor que se dispôs a informar-nos com grande cortesia sobre este assunto.
O libato congratula-se por esta iniciativa que só peca por tardia, desejando que outros projectos importantes para o concelho conheçam brevemente o seu início.

segunda-feira, novembro 14, 2005

Ciladas

Acusados de esquecer as freguesias resolvemos transcrever este texto de um leitor da freguesia de Ciladas. O libato está disposto a transcrever comentários interessantes de todos, repito todos, os quadrantes políticos, desde que não contenham referências ofensivas ao autor deste blogue.
Que desenvolvimento?É uma boa questão, questão essa que eu também coloco muitas vezes. Fala-se muito de Vila Viçosa, mas por vezes as freguesias são esquecidas.
"Eu como habitante da freguesia de ciladas, fico todos os dias desiludido, desiludido com o facto de em ciladas não acontecer nada, excepto em vesperas das eleições, que é quando existe um corrupio de maquinas e de trabalhadores da camara pela aldeia desde madrugada até ao por do sol, incluindo fins de semanas. Fiquei espantado na semana posterior às eleições quando cheguei ao largo 25 de Abril (largo das Festas) e como por magia não havia nem trabalhadores nem maquinas. Porque seria????
Pois é, sobre a nossa freguesia à muito que contar. O Sr. Presidente da Junta foi questionádo sobre as suas obras na freguesia durante estes oito anos e sobre os rumores de não ter feito nada pelos jovens.
A sua resposta foi que durante o seu mandato colocou brinquedos nas escolas e que colocou bancos nos passeios para os idosos descançarem.
Agora eu questiono-me será que em Ciladas só existem pessoas dos 3 aos 10 anos e pessoas com mais de 65 anos. Os jovens em Ciladas estão desiludidos pois não tem condições para praticarem desporto, não existe uma biblioteca, nem um centro de convivio para jovens, não existem actividades culturais, não existe emprego na freguesia.
Foi feito um levantamento de necessidades à população de Ciladas, mais de 80% da população trabalha fora, desses 80% existe uma grande percentagem que gostaria e acredita na possibilidade de trabalhar dentro da localidade, (mas não actualmente)pois não existem infraestruturas (parque industrial para Ciladas ainda está no papel à 8 anos), o apoio a iniciativas locais também não existe.
Na freguesia não existe extracção de marmore, nem industria então as pessoas tem que se deslocar para fora do concelho para trabalhar na agricultura, sector que também está a travessar uma grande crise, em conclusão existem pessoas que só trabalham 4 meses no ano ou menos. Que soluções existem a nivel de emprego para Ciladas?
Foram gastos em calçadas novas em Ciladas só numa Rua 50.000€ e por sua vez na escola primária só existe uma casa de banho a funcionar para 44 alunos, na escola pré-primária as crianças não podem vir ao recreio, pois está cheio de fezes dos cães que passam pelas grades dos muros.
Outra questão que me coloco é: Onde vão ser feitas as procimas Festas da freguesia, pois no largo das festas está a nascer uma rotunda. As Rotundas servem para ajudar a escoar o transito, não entendo a sua necessidade pois no largo 25 de Abril só existe uma entrada e uma saída.!!!!
Existe muito mais sobre a freguesia de Ciladas e sobre a forma como se ganham ou "compram" votos, pois é escandaloso existir em Ciladas uma associação de reformados e idodos que não tem estatutos e recebe um subsidio da Junta dee Freguesia e da Camâra que lhes paga a renda das instalações, agua, electrecidade, faz a limpeza e até lhe coloca ar condicionado.Dá que pensar!!!!"

sábado, novembro 12, 2005

As maiorias absolutas

Na corrida presidencial está um antigo primeiro-ministro que foi brindado com a primeira maioria absoluta em Portugal usando-a com grande prepotência como que procurando legitimar uma suposta procuração assinada em branco pelo povo português; foi o tempo das "forças de bloqueio" e do total desrespeito pela Oposição e pela Assembleia da República. Seria essa maioria absoluta que haveria de fazer vergar, mais tarde, toda a máquina do PSD pela excessiva concentração de auto-subjugados em torno da figura de Cavaco Silva. Um líder polarizador tem a particularidade de esmagar a cooperação com ideias concorrentes ou complementares conduzindo a uma situação onde apenas aqueles que se privam de ter ideias - e são bastantes - estendem as unhas para se agarrarem deseperadamente ao suco proveniente de uma maioria absoluta. Este cenário termina, como foi o caso, na falência total da imagem do líder pela inexistência e afastamento de pessoas que tenham a capacidade de auxiliar com ideias renovadoras mantendo sólida a estrutura .
A maioria dos políticos que reclamam maiorias absolutas fazem-no por razões idênticas às de Cavaco Silva; tornar inconsequentes as vozes de protesto, estender a ramificação aos compadrios e agir de forma isolada fechando-se numa concha à prova de som. Para quem ouse bater com os nós dos dedos nessa mesma concha existem os tais cuja única função é espantar a pardalada que ameaça as colheitas. Nada mais perfeito ! Vejam como Sócrates se torna progressivamente na esfinge que foi Cavaco Silva !
Acenar a bandeira da maioria absoluta para legitimar medidas que possam ser impopulares e para os quais ninguém deu o seu voto é uma atitude ignóbil que poderiam assemelhar-se à quebra de claúsulas contratuais que dariam direito a rescisão unilateral. Para bom entendedor...!

quinta-feira, novembro 10, 2005

Parados no tempo

Quem fechar os olhos para tentar lembrar-se do que era Vila Viçosa há 20 anos atrás vai ficar terrivelmente surpreendido pela enorme sequência de imagens imutáveis por comparação aos dias de hoje. O largo D.João IV é a obra mais emblemática deste executivo e a mais bem conseguida por contraponto aos milhares de contos que nela foram enterrados no mandato do Sr. Bacalhau, mas o resto continua terrivelmente estático e fora de contexto; duas rotundas foram construídas em locais onde a circulação automóvel é quase nula enquanto noutros locais se recorreu à solução antiquada dos semáforos e noutros, onde essa circulação é igualmente intensa, nada existe.
Que localidade não tem ainda o seu quartel dos Bombeiros fora do centro ou porque razão continua o centro de saúde fechado em fins-de-semana? Haverá dias para se ficar doente?

terça-feira, novembro 08, 2005

Se fosse assim também eu queria

O libato constatou Domingo passado que mais uma obra arquitectónica de natureza pavimental (calçada) está a ser construída como acesso ao Restaurante da Mata Municipal. Queremos acreditar firmemente que esta obra está a ser financiada pelos proprietários do restaurante, apesar de serem os trabalhadores da CMVV que nela trabalham. Não faria qualquer sentido que uma obra com estas características fosse paga com o erário público com o pretexto de que os terrenos são camarários. Ainda que assim fosse tolerar-se-ia, com um olho fechado, um acesso ao caminho diagonal que atravessa a Mata Municipal, mas nunca criar as condições para que a esplanada de Verão tenha um revestimento estatal.

segunda-feira, novembro 07, 2005

O libato incomoda

Apesar da sua tenra existência, este blogue começou já a mexer com diversas consciências motivando alguns odiozinhos de estimação. Que bom seria vivermos numa sociedade onde apenas alguns privilegiados tivessem o condão de manipular as massas e aos outros fosse apenas atribuído o dom da submissão inequívoca... o libato incomoda porque caso assim não fosse não seriam sempre os mesmos que votariam nas opções mais negativas da pequena estatística que apresentámos. Este(s) senhore(s) não fazem a menor ideia de que têm um IP que é associado a cada uma das suas acções e que por acaso, vá-se lá saber porque carga de água, se repete cada vez que votam na nossa mini-poll. O libato poderia votar incessantemente em seu proveito próprio mas não é esse o seu objectivo. Façam favor de continuar com a vossa acção patética se assim o entenderem mas, por favor, não tentem calar a opinião alheia ainda que ela não sirva os vossos interesses imediatos.

sexta-feira, novembro 04, 2005

Que desenvolvimento?

Há dias um nosso leitor procurava fazer emergir da actual presidência calipolense um suposto desenvolvimento a ela associado. Ora só por qualquer acometimento súbito de partidarite aguda se pode relacionar as acções camarárias dos últimos 8 anos com qualquer, ainda que ténue, forma de desenvolvimento local. Para além dos embelezamentos que foram efectuados em algumas zonas, a maioria de carácter pavimental, que outros projectos foram lançados por esta autarquia que possam ser sublinhados com características de desenvolvimento? Que eventos foram dinamizados que possam rivalizar com os de grande projecção mediática dos concelhos vizinhos? Que política para jovens conheceu este concelho? De que forma foi dinamizado o turismo?
É tudo isto que está por fazer em Vila Viçosa e não vale a pena tapar a sol com a peneira nem criar uma entourage para defender o indefensável.

quarta-feira, novembro 02, 2005

Chantagem emocional

As imagens que passaram ontem na televisão onde um director do INEM lança em plena rua um verdadeiro ataque de palavras contra os trabalhadores contrastam, de forma clara, com as imagens de há 30 anos onde senhores como este eram abespinhados e saneados pelos trabalhadores em frente, igualmente, às câmaras de TV. Nem uma nem outra situação são toleráveis, mas para este senhor o argumento é simples: "ou aceitam as nossas condições ou há mais gente no desemprego a precisar de trabalho porque no fundo vocês não querem é trabalhar". Trata-se do mais demagogo, anti-democrático e primitivo raciocínio que alguém pode proferir. E surge a coberto da recente política deste governo que desvalorizou abruptamente o valor negocial com os trabalhadores e lança sucessivamente anti-corpos para a sociedade para que esta se insurja contra as supostas regalias dos seus próprios funcionários. A quem se deseja aliar Sócrates? Àqueles que recebem um salário fictício complementado com outro encapotado para fugir aos impostos? Aos que declaram falência às suas empresas para as reconstruir noutras paragens? Aos empresários que declaram o salário mínimo? Aos médicos que nos amedrontam com o IVA para que nos privemos do respectivo recibo? Ou aos empresários que aindam compram blocos de notas para entregar a conta aos clientes.
Seja como for, para nós, este é o mais anti-democrático governo desde o 25 de Abril de 1974.