sábado, outubro 01, 2005

Para se ser político basta ir aparecendo

Entramos no mês das decisões:decisões autárquicas. Mais uma vez o vazio de ideias e as ideias aberrantes foram o mote desta campanha. Para além das fotocópias de acusações difamatórias e de supostas acusações verbais entre candidatos que se pode retirar de positivo nesta campanha até ao momento? São as visitas às lojas e aos mercados que nos indicam a credibilidade dos pretendentes ao trono? São as faces dos mesmos que me esclarecem em quem votar? Ou são as frases ocas e desprovidas de objectividade em rodapé que nos demonstram a competência e o rigor de cada um deles?
Nós, votantes, merecemos mais que isto. Como eu não habito no país do fast-food onde este género de política vazia é corrente, eu exijo algo que me impeça de votar em branco no dia 9. Ao fim e ao cabo, se cada um dos outdoors fosse reciclado e transformado em pequenos livrinhos onde as ideias fossem explanadas e fundamentadas, todos ficaríamos a ganhar um pouquito mais. Digo eu...