segunda-feira, outubro 24, 2005

Isto não é um jornal

O libato tem sido acusado de algum rigor informativo. Pois bem, que fique claro que este blog não tem carácter informativo por isso desenganem-se aqueles que julgam que andamos por aí de bloco de notas a registar opiniões coloridas.
Não estamos ao serviço de nenhuma força partidária por isso é escusado lançar fantasmas persecutórios ao serviço de forças ocultas.
Também não temos nenhum malware que obrige os cibernautas a visionar o conteúdo do libato; portanto a sua visualização é facultativa bastando clicar no botão retroceder.
Aceitamos todo o tipo de críticas construtivas, excepto aquelas que nos dizem para nos calarmos. A democracia surgiu há 31 anos mas parece que há pessoas que ainda não acordaram para essa realidade.
Por último, quero vincar que até ao momento o libato não se envolve nem envolverá em questões da vida pessoal de ninguém mas manifestará sempre a sua opinião sobre factos da vida sócio-política que ache dignas de relevo.

6 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Não é necessario tal alarmismo!O seu reino interpretatório da sua realidade não está a ser desmoronado!Não fique inquieto nem desmorecido por ser confrontado com a cristalina realidade.Comentaram-me e existência deste espaço e penso que é bastante interessante.Contudo não espere que todos os utilizadores se inclinem como quem faz uma venea ao conhecedor absoluto da verdade dogmática!!!Felizmente a nossa sociedade caminha em passos ainda tenues para o conhecimento e analise construtiva da vida comum.Não faça com que exista um retrocesso através dos seus jogos de palavras! by REALISTA

6:31 da tarde  
Blogger cáustico said...

E isso espremido dá o quê? Não estamos aqui para debitar textos enriquecidos com figuras de estilo. Argumente com a sua realidade mas de forma a que todos percebam, porque o que escreveu parece tirado ao acaso de uma obra literária qualquer.
Sabe dos assuntos que são aqui tratados? Se sabe tem duas opções: ou diz o que sabe ou então dispensamos a sua prosa inócua sem qualquer consistência.
Ah, desculpe, tem uma terceira opção: crie o seu próprio blog pois este sou eu que o defino. É grátis !!!

6:50 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Mas afinal este espaço informativo e de opinião pode-se comentar ou não!!Então dou-lhe também duas opções: não publique os comentários que sejam uma oposição aos seus ou então retire as opções de comentar.Meu cáustico os tempos do fascismo como sabe terminaram!Sou assim tão incomodativo para me querer banir e proibir de transmitir a minha opinião.As frases redigidas possuem conteudo é necessário saber analisar.Ou não!!Ah...!Já sei, só os seus maravilhosos textos impregnados de interpretações irrealistas são válidos!!Caso me seja pedido explicitamente deixarei de comentar este blog.Espero resposta.Obrigado....by REALISTA

7:23 da tarde  
Blogger cáustico said...

Meu caro realista, se por acaso conhecesse o funcionamento dos blogs saberia que tenho um lindo caixote de lixo por debaixo de cada comentário. Se eu não quisesse oposição bastava-me fazer um drag and drop, ok?

7:58 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Vai ter o privilegio de ler o meu ultimo comentário.Se entendo ou não como se constroi um blog digo-lhe sinceramente que não sei.Vou informar-me acerca desse tema.Mas segundo entendi mediante o que escreveu, você meu cáustico é a unica tarefa que consegue realizar com alguma essencia.Penso que deveria dedicar-se unicamente à construção de blogs e não em perder tempo em papaguear.Desde o inicio que simplesmente o confrontei apontando-lhe algumas imprecisoes que escreveu.
Devido à inmaturidade dos seus pensamentos não irei perder mais tempo em "abrir-lhe os olhos" para a realidade.
Em suma,fazendo referencia ao primeiro comentario que fiz neste blog (que tanto o incomodou) digo-lhe o seguinte:"OS LIMITES DO MEU MUNDO SÂO OS LIMITES DA MINHA INFORMAÇÃO".Agradeço a sua não muito simpática atenção.
by REALISTA

12:21 da tarde  
Blogger cáustico said...

Se considera que me incomodou com alguns dos seus comentários está redondamente enganado. Aqui reclama-se objectividade e não uma qualquer dissertação sobre limites de mundos ou de informações. Escrevemos sobre coisas comuns para pessoas comuns; não damos azo a que o libato sirva de sede para exercícios semânticos ocos como forma de elevação de uma pretensa inteligência suprema. Frases como " a sociedade caminha blá blá blá..." não acrescentam nada de novo e tenho o direito de o manifestar. No entanto, desde que não se ultrapasse as regras da decência e respeito tolerarei tudo o que aqui se escrever porque toda a minha cultura política se fez dentro do espírito de Abril.

12:37 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home